A pitada que faltava, ervas e especiarias!

A pitada que faltava, ervas e especiarias!

Cozinhar peixes e frutos do mar é ótimo! Há muitas opções, sejam peixes, camarões, berbigão, ameijoas, mexilhões – a lista é infinita. A melhor coisa é que geralmente são preparados de maneira muito simples. E ainda, os peixes e o marisco têm um tempo de cozedura muito rápido, o que os torna práticos para qualquer refeição durante a semana e se foram congelados ainda se torna mais rápido porque estão limpos e na maior dos casos não tem as indesejáveis espinhas. Se está a procurar novas maneiras de dar sabor aos seus frutos do mar favoritos, existem muitas especiarias, ervas e temperos para dar um sabor incrível a todos os tipos de peixes e crustáceos.

 

Aqui estão as melhores ervas e especiarias para usar nas suas receitas com frutos do mar e peixe:

 

Estragão

 

Existem três tipos principais de estragão: o francês, o russo e o mexicano, embora os dois primeiros sejam os mais usados. O estragão francês tem um sabor suave, delicado e doce, enquanto a variedade russa tem um sabor mais forte e picante. A erva tem gosto semelhante ao do alcaçuz e tem um sabor refrescante, mas quente. Adicione-o a molhos para colocar sobre o peixe (especialmente peixes gordurosos como o salmão), molhos para saladas de frutos do mar ou numa torta de peixe. O sabor é bastante intenso, então use com moderação.

 

Salsa

 

Esta erva tem um sabor limpo, terroso e ligeiramente apimentado que ajuda a equilibrar os pratos de peixe. A salsa tem um efeito decorativo fantástico e pode ser polvilhada sobre qualquer tipo de marisco. Funciona particularmente bem com limão e costuma ser usado como molho de manteiga. Também pode adicionar folhas de salsa frescas numa massa de frutos do mar ou em ensopados e guisados.

 

Cebolinho

 

Outra ótima erva que acompanha o peixe é o cebolinho. O sabor é ligeiramente parecido com o da cebola e tem um toque de alho. O cebolinho funciona particularmente bem com sumo de limão e manteiga, bem como marinadas, manteigas e como guarnição sobre os peixes grelhados. Também combinam muito bem com outras ervas como estragão, salsa e cerefólio. O cebolinho também é uma boa opção se quer dar um toque de cor ao seu prato!

 

Aneto

 

Também conhecida como o endro, é uma das melhores ervas para acompanhar o marisco. Frequentemente usada como guarnição, esta erva emplumada tem um sabor delicado que funciona bem para realçar o sabor de peixes e frutos do mar. Polvilhe endro fresco sobre o salmão grelhado, amasse com manteiga ou azeite para derreter sobre um filete de peixe ou use endro seco para temperar com molho de limão. Também pode usar sementes de endro, que têm um sabor limpo e picante. Polvilhe sobre caçarolas ou frutos do mar grelhados.

 

 

Paprica defumada

 

Quer saber qual é a diferença entre paprica defumada e paprica? É muito simples – mas faz toda a diferença quando se trata de sabor. Em vez de pimentas secas normais, a paprica defumada usa pimentas que foram desidratadas, dando ao tempero um adorável sabor amadeirado. É um dos principais temperos da paella espanhola. Ao saltear mariscos, polvilhe um pouco de paprica defumada para obter um molho rico e defumado. Também é ótimo para ensopados, massas de peixe e num molho para peixes fritos na frigideira.

 

Gengibre

 

Esta especiaria aromática, pungente e ligeiramente picante é um excelente complemento para tantos pratos de marisco diferentes.  As raspas funcionam bem com sabores doces e salgados. Peixe a vapor e ao lado de gengibre, cebolinha e molho de soja para uma refeição de inspiração asiática. Junte o gengibre, o alho e a pimenta numa frigideira com camarão e terá um acompanhamento fácil, mas delicioso. Para um prato simples, mas saudável, experimente adicionar gengibre e tomate a um ensopado de peixe, sabe especialmente em dias mais frescos.

 

Açafrão

‘Primo’ próximo do gengibre, o açafrão tem um sabor rico, quente e aromático. Também confere aos pratos uma bela cor amarelada / alaranjada. Embora a curcuma moída seja mais usada na culinária, é possível usar raiz de curcuma fresca. Use-o da mesma forma que faria com gengibre fresco – ralado ou amassado num pilão ou almofariz. Adicione o tempero a caril, ensopados de peixe e molhos.

 

Cominho

 

Este tempero quente e terroso tem doçura e amargura. É frequentemente usado em pratos indianos, mexicanos e do Oriente Médio. Para um prato simples e descomplicado, acrescente cominho ao tomilho, colorau e pimenta-limão para esfregar as especiarias antes de fritar os filetes de peixe. Adicione cominho às marinadas e aos caldeirados e ensopados de peixe. Também pode combinar cominho com outros sabores como alho, coentros e pimenta em pó.

 

Canela

 

Nós sabemos o que está a pensar. Canela com peixe? Sim! Quer seja moída ou inteira, essa especiaria funciona muito bem e, talvez surpreendentemente.  Use canela em pó no refogado para iniciar um estufado de peixe. Para um acompanhamento que toda a família vai adorar, experimente adicionar canela aos ingredientes nas postas de peixe.

 

E para o fim fica o tempero para quem não gosta de arriscar! Limão, salsa e pimenta branca fica bem com qualquer peixe ou marisco na frigideira ou no forno.

 

Fonte: seasonedpioneers

Bacalhau com Molho de Laranja

Bacalhau com Molho de Laranja

A receita de bacalhau com molho de laranja é muito fácil preparar e resulta em num prato diferente do tradicional, mas delicioso, nutritivo, saudável, com sabor e aroma únicos.
O tempo de preparação é cerca de uma 1h20m dá para seis porções generosas.

Ingredientes:

⦁ 1 quilo de lombos de bacalhau demolhadas da Moreira Congelados;
⦁ 200 ml de azeite;
⦁ 1 colher de orégãos;
⦁ 1 pimento;
⦁ 2 folhas de louro;
⦁ 300 gramas de mini cebolas;
⦁ 4 dentes de alho amassados;
⦁ 500 ml de sumo de laranja natural;
⦁ 2 colheres de manteiga;
⦁ 100 ml de vinho branco seco;
⦁ 2 cenouras pequenas cozidas al dente e picadas aos cubinhos;
⦁ 1 alho francês (só a parte branca) cortado em rodelas e cozido al dente;
⦁ 600 gramas de batatas descascadas, cortadas em cubos e cozidas al dente.

Preparar o bacalhau com molho de laranja.

⦁ Corte as postas de bacalhau em pedaços do tamanho da sua preferência e disponha tudo numa travessa grande para ir ao forno. Regue com azeite de oliva a gosto;
⦁ Junte também os orégãos, o pimento cortado aos bocadinhos, as minis cebolas, o alho amassado e as folhas de louro cortadas em pedaços.
⦁ Leve a travessa ao forno pré-aquecido a 180°C por quarenta minutos ou até dourar as postas.
⦁ Coloque o sumo de laranja, o vinho branco e a manteiga para ferver num tacho (fogo brando) até que o líquido fique reduzido à metade. Deixe reservado.
⦁ Numa frigideira, salteie os legumes já cozidos no azeite. Deixe reservados.
⦁ A receita de bacalhau com molho de laranja está perfeita. Agora, leve tudo à mesa e sirva o bacalhau, coloque as postas intercaladas com os legumes salteados. Regue com a redução do suco de laranja, manteiga e vinho branco seco.

Fonte da Receita : http://bit.ly/3ogqehz

O bacalhau é o rei do Natal!

O bacalhau é o rei do Natal!

Estamos a dias da festa da família e dos melhores amigos, celebramos o amor e aquele espírito natalício característico. Claro que ao nível gastronómico também pode escolher outra receita, mas normalmente o bacalhau fica em primeiro lugar na escolha do s portugueses.
O bacalhau, tal como os restantes peixes, é de fácil digestão, apresenta uma elevada riqueza em proteínas de alto valor biológico, de minerais como o iodo, fósforo, sódio, potássio, ferro e cálcio e de vitaminas do complexo B. É considerado um peixe magro e o fígado deste peixe é o principal reservatório de gordura, de onde se extrai o conhecido óleo de fígado de bacalhau, importante fonte de vitamina A e D, muito útil na prevenção de uma série de doenças.
Hoje partilhamos uma receita tradicionalmente portuguesa e deliciosa:

BACALHAU À ZÉ DO PIPO

Para 5 pessoas
INGREDIENTES
4 postas de bacalhau demolhado
2 kg de batatas
2 cebolas
3 dentes de alho
1 l de leite
100 g de manteiga
1,5 dl de azeite
6 colheres (sopa) de maionese
1 ovo batido
1 folha de louro
Azeitonas q.b.
Salsa q.b.
Sal e pimenta q.b.

Preparação
– Descasque as batatas, corte-as ao meio, lave-as e coza-as em água temperada de sal durante 20 minutos. Leve ao lume um tacho com o leite, deixe ferver, junte as postas de bacalhau e deixe cozer durante 10 minutos. Depois retire o bacalhau, escorra-o e coloque-o num tabuleiro de louça. Reserve o leite de cozer.
– Descasque as cebolas e os alhos, pique tudo, deite para um tacho, junte o louro e o azeite, leve ao lume e deixe cozinhar até a cebola ficar transparente. Adicione 1 dl do leite de cozer o bacalhau, mexa, tempere com sal e pimenta, deixe ferver um pouco e retire do lume.
– Ligue o forno a 200ºC. Escorra as batatas, reduza-as a puré, junte a manteiga e mexa bem. Adicione o ovo batido, mexa e junte depois o restante leite de cozer o bacalhau, aos poucos e apenas o necessário até ficar um puré macio e consistente. Retifique o sal e tempere com uma pitada de pimenta.
– Espalhe a cebola em cima das postas de bacalhau, deite o puré de batata num saco de pasteleiro com boquilha frisada e disponha em montinhos à volta do bacalhau. Espalhe a maionese em cima do bacalhau, leve ao forno até ficar bem douradinho, retire e sirva quente decorado com raminhos de salsa e azeitonas.
Saúde não lhe vai faltar!

Fonte: https://www.teleculinaria.pt/receitas/peixes/bacalhau-ze-do-pipo/

Dourada, mais leveza à mesa

Dourada, mais leveza à mesa

A Dourada tem um corpo muito ovalado de cor cinzento-prata e uma mancha dourada entre os olhos, origem do nome “dourada”. É encontrada no Atlântico Nordeste e Mar Mediterrâneo, onde habita a coluna de água em zonas até 150 m de profundidade. Vive solitária ou em pequenos grupos e alimenta-se de moluscos, crustáceos e ouriços-do-mar. Reproduz-se de Outubro a Dezembro e, apesar de desovar no mar, os juvenis procuram a protecção dos estuários para se desenvolverem. É pescada com arrasto e redes de emalhar, sendo a segunda espécie mais produzida por aquicultura em Portugal, apenas ultrapassada pelo pregado.

Com os dias de sol apetece algo mais leve à mesa e os famosos grelhados!

Esta é a nossa sugestão com este maravilhoso peixe:

Receita com dourada escalada à lagareiro

Ingredientes
500g de batatas pequenas
200ml de azeite
8 alhos
4 douradas
Sal e pimenta, q.b.

Modo de Preparação

  1. Para fechar a lista de receitas com dourada, temos um clássico a não perder. Amanhe as douradas de escamas e tripas, escale-as, tempere-as com sal e pimenta e leve-as a grelhar.
  2. Coloque as batatas num tacho ao lume com água e coza-as por 10 minutos.
  3. Retire as batatas e dê-lhes um murro.
  4. Disponha-as num tabuleiro de ir ao forno e polvilhe-as com sal fino.
  5. Leve-as ao forno por 15 minutos, a 200º.
  6. Coloque ao lume um tacho com o azeite e os alhos laminados e deixe aquecer.
  7. Num prato, disponha a dourada, rodeada pelas batatas e regada pelo azeite e os alhos aquecidos.

 

Está pronto a servir. Bom apetite!

Incluir peixes regularmente na dieta traz benefícios como a melhoria a memória, a concentração, prevenção de doenças cardiovasculares e redução da inflamação.

Receita do Dia – Polvo à Lagareiro

Receita do Dia – Polvo à Lagareiro

Polvo à Lagareiro, uma receita tradicional portuguesa para esta terça-feira.
Com os nossos produtos consegue sempre surpreender e cozinhar de maneira fácil e saudável.
Compre o nosso polvo e aproveite para fazer esta receita.

Receita:
Deixe cozer o polvo na panela de pressão por 15 ou 20 minutos, junte-lhe uma cebola com casca e sem sal, para que o polvo não fique duro.
Entretanto lave muito bem as batatas com casca, salpique-as com sal grosso e leve a assar num tabuleiro.
Quando o polvo estiver cozido,ponha-o num tabuleiro de barro com os dentes de alho esmagados, 1 folha de louro, coentros picados grosseiramente e azeite até quase cobrir o polvo.
Leve ao forno durante 30 minutos.
Quando as batatas já estiverem assadas dê um murro em cada uma e disponha-as à volta do polvo, regando-as com o azeite quente.
Bom apetite!

Bacalhau à Lagareiro

Bacalhau à Lagareiro

Bacalhau à Lagareiro

4 postas grossas de bacalhau (600g)
1 chávena de leite
4 dentes de alho, cortados em rodelas finas
sal e pimenta
sumo de 1 limão
2 ovos batidos
pão ralado para envolver
2 colheres de sopa de manteiga
1 3/4 chávena de azeite

 

COMO PREPARAR:

Limpe o bacalhau demolhado de peles e espinhas, corte em quadrados grandes, disponha numa travessa, regue com leite, tempere com alho em rodelas, sal ,pimenta e o sumo de limão e deixe de molho por duas horas.

Escorra os pedaços de bacalhau, reservando o leite, envolva-os nos ovos batidos e no pão ralado e disponha numa travessa refractária e sobreponha em cada pedaço uma nozinha de manteiga.

Regue com um pouco de azeite e com 2 colheres(sopa) do leite reservado e leve ao forno para assar, regando de vez em quando com o molho que se forma no fundo da travessa, até o bacalhau ficar bem dourado.

Retire do forno e sirva com Batatas a Murro e salada.

Pescada à Poveira

Pescada à Poveira

Pescada à Poveira

1 pescada da Póvoa de Varzim
1 folha de louro
2 kg de batatas
2 molhos de grelos
10 ovos
7,5 dl de azeite
2 cebolas
1 colher de chá de colorau doce
2 colheres de sopa de vinagre
Sal
1 pão cacete

 

COMO PREPARAR:

Depois de escamada e lavada corta-se a pescada em postas de 5 cm de espessura. Tempera-se com sal e deixa-se ficar assim durante algumas horas. Em seguida, lava-se a pescada e deixa-se ficar em água fria enquanto se leva ao lume um tacho com água.

Assim que esta água ferve introduz-se o peixe com uma folha de louro. Deixa-se levantar fervura novamente que se quebra juntando um pouco de água fria. Deixa-se então cozer a pescada durante alguns minutos (depende da espessura). Tiram-se as postas cuidadosamente com uma escumadeira para não se desfazerem.

Entretanto, têm-se cozido as batatas, os grelos e os ovos e cortado o pão em fatias (não tendo cacete pode servir em papo-seco) e preparado o molho fervido, que se faz como segue: deita-se a cebola picada para um tacho com o azeite e o colorau. Deixa-se ferver um pouco e adiciona-se o vinagre. Tempera-se com sal e pimenta.

Dispõem-se as fatias de pão no fundo de um prato fundo. Rega-se com um pouco do molho e colocam-se por cima as postas de pescada, as batatas, os grelos e os ovos cortados  rodelas. Cobre-se tudo com o molho fervido.

Bola de Bacalhau

Bola de Bacalhau

Bola de Bacalhau

Pão fatiado
•Leite
Manteiga
Açucar amarelo
Casca de limão
Pau de canela
Vinho do Porto
Ovos

 

COMO PREPARAR:

Leva-se a aquecer o leite, a manteiga, o açucar, a casca do limão e o pau de canela. Deixa-se arrefecer a mistura anterior, e adiciona-se o vinho do Porto. Molham-se as fatias de pão na mistura preparada e deixam-se em repouso, pelo menos 1h.

Passam-se as fatias por ovo batido e fritam-se em óleo quente.