Receita do Dia – Polvo à Lagareiro

Receita do Dia – Polvo à Lagareiro

Polvo à Lagareiro, uma receita tradicional portuguesa para esta terça-feira.
Com os nossos produtos consegue sempre surpreender e cozinhar de maneira fácil e saudável.
Compre o nosso polvo e aproveite para fazer esta receita.

Receita:
Deixe cozer o polvo na panela de pressão por 15 ou 20 minutos, junte-lhe uma cebola com casca e sem sal, para que o polvo não fique duro.
Entretanto lave muito bem as batatas com casca, salpique-as com sal grosso e leve a assar num tabuleiro.
Quando o polvo estiver cozido,ponha-o num tabuleiro de barro com os dentes de alho esmagados, 1 folha de louro, coentros picados grosseiramente e azeite até quase cobrir o polvo.
Leve ao forno durante 30 minutos.
Quando as batatas já estiverem assadas dê um murro em cada uma e disponha-as à volta do polvo, regando-as com o azeite quente.
Bom apetite!

Em destaque – O Bacalhau

Em destaque – O Bacalhau

Esta semana damos destaque ao bacalhau.
O bacalhau, tal como os restantes peixes, é de fácil digestão, apresentando uma elevada riqueza em proteínas de alto valor biológico, de minerais como o iodo, fósforo, sódio, potássio, ferro e cálcio e de vitaminas do complexo B. É considerado um peixe magro, sendo o fígado deste peixe o principal reservatório de gordura, de onde se extrai o conhecido óleo de fígado de bacalhau, importante fonte de vitamina A e D, muito útil na prevenção de uma série de doenças.
Consulte o nosso site e acompanhe o nosso facebook para ter receitas práticas e saborosas deste peixe delicioso.

#moreiracongelados #bacalhau #saude #receitas

Receita do Dia – Bacalhau à Brás

Receita do Dia – Bacalhau à Brás

Uma receita bem portuguesa que é confeccionada com os nossos produtos:

BACALHAU À BRÁS
Escalde o bacalhau, tire-lhe a pele e as espinhas. Coloque o bacalhau dentro de um pano e esfregue para o desfiar muito bem.
Descasque as batatas e corte-as em palha e frite-as em óleo, escorra sobre papel absorvente e reserve-as.
À parte, pique os alhos, corte as cebolas em meias luas finas e refogue-as no azeite, retirando-as com uma espátula quando ficarem translúcidas. No mesmo azeite frite o bacalhau até ficar um pouco rijo. Depois misture tudo muito bem e retire do lume.
Bata os ovos temperando-os com sal e pimenta e junte-os ao preparado. Volte a levar ao lume, mexendo constantemente com uma espátula até os ovos coagularem, mas de modo a ficarem macios.
Sirva de imediato numa travessa aquecida, polvilhando com a salsa picada e decorando com azeitonas.

#moreiracongelados #bacalhau #receitas #saude

Receita do Dia – Lasanha de Bacalhau

Receita do Dia – Lasanha de Bacalhau

Para o seu jantar, aqui fica mais uma receita com um produto Moreira Congelados:

LASANHA DE BACALHAU
Coloque o azeite, a cebola, o louro e o alho num tacho e deixe cozinhar até a cebola ficar translúcida. Adicione o vinho branco. Junte os legumes e o bacalhau, deixando cozinhar durante 5 minutos. Adicione duas embalagens de Molho de Nata, tempere a gosto e deixe ferver.
Coloque um pouco de Molho de Nata no fundo do tabuleiro. Alterne camadas de folhas de lasanha com camadas de bacalhau com legumes, polvilhando com coentros.
Finalize com uma camada de folhas de lasanha, cobrindo com o resto do Molho de Nata e polvilhe com o queijo ralado. Leve ao forno a 180°C durante 30 minutos.
Sirva com salada. bom apetite!

#moreiracongelados #bacalhau #receitas #saude

Em destaque – A Dourada

Em destaque – A Dourada

Porque hoje temos eleições, votamos na dourada grelhada.
A Dourada tem um corpo muito ovalado de cor cinzento-prata e uma mancha dourada entre os olhos, origem do nome “dourada”. É encontrada no Atlântico Nordeste e Mar Mediterrâneo, onde habita a coluna de água em zonas até 150 m de profundidade. Vive solitária ou em pequenos grupos e alimenta-se de moluscos, crustáceos e ouriços-do-mar. Reproduz-se de Outubro a Dezembro e, apesar
de desovar no mar, os juvenis procuram a protecção dos estuários para se desenvolverem. É pescada com arrasto e redes de emalhar, sendo a segunda espécie mais produzida por aquicultura em Portugal, apenas ultrapassada pelo pregado.

Incluir peixes regularmente na dieta traz benefícios como a melhoria a memória, a concentração, prevenção de doenças cardiovasculares e redução da inflamação.

#moreiracongelados #saude #alimentacao #domingo

Pescada: Qualidade e valor à sua mesa

Pescada: Qualidade e valor à sua mesa

Imagine um peixe de sabor suave, textura firme e que sai em lascas. Com um corte versátil que permite inúmeras confeções, desde grelhado, assado ou frito. Deixe de imaginar e prove os novos e deliciosos Centros de Pescada do Cabo!
Os Centros de Pescada do Cabo apresentam-se sem pele, nem espinhas e como a sua confeção é rápida e prática são bastantes convenientes para as refeições em família.
Para preservar todas as propriedades nutritivas, a Congelados Moreira embala os Centros de Pescada do Cabo a vácuo.

Peixe da Semana:  A Pescada

Peixe da Semana: A Pescada

A pescada é considerada um peixe de carne branca e por isso é caracterizada por conter baixos teores de gordura (aproximadamente 5%) e elevados teores de proteínas. Assim é uma boa opção para pessoas que se encontrem em regime de dieta. Comparando com os peixes gordos, a pescada possui um menor teor de ácidos gordos ómega-3, contudo contribui para a melhoria dos níveis de colesterol e permite diminuir apressão arterial diastólica e o perímetro da cintura. Tal como é uma boa fonte de proteínas, a pescada também é rica em vitaminas e minerais. Contém uma grande quantidade de vitaminas do complexo B, como a niacina (vitamina B3)que é necessária para promover a saúde das nossas células e eliminar toxinas do organismo. Também é possível encontrar na pescada a vitamina B6 que mantem o bom estado de saúde da nossa pele, sistema nervoso e células. Este peixe branco também possui boas quantidades de fósforo e iodo, que possibilitam a formação e manutenção de partes importantes do nosso organismo, como por exemplo os ossos e dentes. O selénio e o iodo são minerais importantes para o bom funcionamento da glândula tiroideia e do sistema imunitário. Uma deficiência destes minerais pode contribuir para o desenvolvimento de certas doenças e de certos tipos de cancro. Infelizmente, a contaminação e a poluição existentes em muitos rios e mares, leva a que os peixes, em geral, possam conter produtos químicos que acabam por comprometer a saúde humana, como é o caso do mercúrio. Porém este risco é minimizado pela riqueza do alimento em selénio que consegue reduzir a sua acumulação nos rins.

Pescar saúde quando se consome pescado

Pescar saúde quando se consome pescado

O consumo de pescado é algo importante para uma alimentação mais saudável, completa e equilibrada.

Quantas vezes ouvimos que o “peixe não puxa carroça”, ou se percebe a dúvidas sobre o consumo de pescado em conserva ou fresco, ou sobre o perigo no consumo de pescado por causa dos metais pesados, ou se se consegue assegurar o consumo de ácidos gordos ómega 3 através do consumo de pescado ou se é necessária existir cultura de pescado?
Estas e outras questões conhecem a sua resposta no mais recente e-book da Associação Portuguesa dos Nutricionistas, “Pescar Saúde”, disponível para download gratuito no site da Associação.
De facto, o consumo de pescado é algo importante para uma alimentação mais saudável, completa e equilibrada. As recomendações da Roda dos Alimentos, o guia alimentar português, apresentam-nos precisamente essas orientações. Por outro lado, entidades internacionais, como a American Heart Association recomenda a ingestão de peixe gordo (p.e. cavala, sardinha), 2 a 3 vezes por semana, pelo seu efeito protetor em relação às doenças cardiovasculares.

As vantagens do consumo de pescado são inúmeras, sendo que podemos destacar facilmente meia dúzia delas: Fornece proteínas de elevado valor biológico; É rico em ácidos gordos ómega-3; Fornece boas quantidades de vitaminas A, D e B12; É fonte de minerais como iodo, potássio, fósforo, cálcio, magnésio, ferro e zinco; Apresenta boa digestibilidade; Pela elevada riqueza nutricional poderá conferir efeito protetor no aparecimento de diversas patologias.Um estudo de 2011 refere que a população portuguesa adulta apresenta uma frequência de consumo de peixe inferior à de carne, sendo a menor frequência de consumo na população entre os 18 e os 25 anos, pelo que será importante incentivar o consumo deste alimento desde tenra idade, de forma a promover um consumo equilibrado e consistente ao longo da vida.Por outro lado, será importante estimular o consumo do pescado do mar português, de forma a promover a economia nacional, e respeitar a sazonalidade destes alimentos, de forma a permitir o correto crescimento de cada espécie e a sua sustentabilidade.

Foi, assim, fundamental estabelecer uma parceria com a Docapesca, de forma a beber dos seus imensos conhecimentos nesta área de forma a desenvolver um e-book completo e consistente no que respeita a diversas informações importantes sobre pescado, úteis para o consumidor em geral e também para os profissionais de saúde que podem obter neste material informação de qualidade para poder melhor aconselhar a população.