Hoje comemora-se o Dia da Grávida!

Nesta fase da vida deve-se ter outros cuidados e prestar atenção no que ingere para que tudo corra bem. Por isso deixamos-lhe aqui algumas indicações dos peixes que deve ou não comer.

O peixe faz parte de uma alimentação saudável do nosso dia a dia, portanto recomenda-se que inclua no seu menu semanal de 2 a 3 vezes por semana, fresco e/ou congelado, grelhado ou assado (de preferência). São ótimas fontes de fósforo, proteína e ômega 3, que é um tipo de gordura boa para o organismo que auxilia no processo de desenvolvimento neurológico da criança.

Os Peixes e marisco mais indicados na gravidez

Alguns peixes e marisco mais recomendados para consumir durante a gestação são:

  • Salmão;
  • Sardinha;
  • Linguado;
  • Perca;
  • Pescada;
  • Camarão;

 

Durante a gravidez, evite um consumo exagerado de peixes com elevado teor de metais pesados (peixe-espada, cação, cavala e atum), peixe fumado e marisco, bem como peixe proveniente de rios contaminados.

A ingestão semanal de 360 g de peixe ou marisco com baixo teor de mercúrio (salmão, camarão, escamudo e robalo) é segura.

 

Cuidados a ter com marisco e peixe na gravidez

Peixe e marisco deve ser bem cozinhado

Evite peixe cru ou mal confecionado.

Tal como para o peixe, deve sempre assegurar-se de que o marisco está bem cozinhado e se não conseguir ou não souber determinar o seu grau de preparação evite a sua ingestão.

Evite o marisco que tem concha e também deve ter também cuidado com os mexilhões, chocos, polvo ou lagostins.

A principal razão para estes cuidados deve-se à presença de salmonela em alimentos crus, uma vez que esta pode originar intoxicações alimentares.

Optar por peixe congelado

Não é uma regra geral, mas muitas vezes o peixe congelado oferece mais segurança porque as temperaturas de congelação destroem alguns micro-organismos.

Contudo, não diminua os cuidados na preparação e confeção apenas por ser peixe congelado. É essencial que todos os alimentos sejam preparados a altas temperaturas para garantir que estão bem cozinhados aquando da sua ingestão.

Cuidado no armazenamento

O peixe e o marisco devem ser sempre armazenados no frio para prevenir que haja desenvolvimento de micro-organismos ou agentes patogénicos.

Prevenir a contaminação

A higienização das mãos é crucial e não usar os mesmos utensílios (por exemplo, facas e tábuas) para preparar o peixe ou marisco cru e, posteriormente, cozinhado sem que estes sejam bem limpos.

Este artigo não dispensa o aconselhamento com o seu profissional de saúde.

Informem-se corretamente e desfrutem!